18 de fevereiro de 2009

O Ateísmo


Ézio Pereira da Silva

* Crítica que enviei à redação do G1 - O Portal de Notícias da Globo, em vista da divulgação de uma reportagem intitulada “Criacionismo resiste às idéias de Darwin”, cujo conteúdo combate a narrativa bíblica da criação e é apresentado com acréscimos pessoais pelo jornalista/repórter Marcos Uchôa. Posteriormente, o Portal, informou ter encaminhado o texto aos editores.

*******************

Sr. redator,

O sr. Marcos Uchôa, "repórter" do, ou para o, G1, fugindo flagrantemente da sua função (por isso grafei a palavra "repórter" entre aspas, porque isso não é reportagem e, sim, opinião pessoal), de forma extremamente preconceituosa e descabida, pois, para os leitores, tenta atribuir à Teoria da Evolução uma condição científica. Ora, isso é tripudiar em cima da inteligência e do senso crítico das pessoas. Fala em "intolerância religiosa" quando ele, demonstrando forte preconceito religioso, se mostra indignado contra o criacionismo. Usa expressões pejorativas como: "essa gente”. Não passam despercebidos o seu tom, sarcasmo, insinuações e associações, misturando pessoas e ciência. Quem é um juiz federal para julgar essas coisas?

Por que o Sr. Uchôa, novamente, fala de ciência, referindo-se à teoria da evolução, a qual continua sendo uma teoria e não uma ciência? Por que associar ciência com Darwin? Por que os criacionistas possuem um peso inferior aos “cientistas”? Demonstra, com todas as letras, que não pode ser juiz de ninguém; fala o que foge ao seu nível de conhecimento; aventura-se por uma área que desconhece, até mesmo em suas bases. Por que fé não se pode provar? E, por que, se a ciência exige prova em sua essência, considera a teoria da evolução (que é apenas uma teoria) como ciência, se ela não oferece provas, na sua essência? O criacionismo tenta misturar as duas coisas, fé e ciência? O criacionismo não mistura. Ele tão somente percebe a coexistência das duas coisas, que não são contraditórias. O Sr. Marcos precisa entender que a verdadeira fé é confirmada pela ciência verdadeira e vice-versa. Existem vários cientistas que não aceitam a teoria da evolução como ciência. Ele sabe disso! A fé verdadeira não é cega, mas ela não pode se misturar com a pseudociência. O criacionismo não desconhece que o evolucionismo defendido por seus adeptos possui, como amiúde tem claramente demonstrado, o objetivo de tirar Deus da história da criação do mundo e da raça humana. É o ateísmo, na sua essência! Não demorará muito e isso terá um ponto final.

A sensibilidade, concedida pelo Criador ao ser humano, mostrará na ocasião própria que o atual ATEÍSMO nada mais é do que o orgulho, a vaidade, a soberba, a ignorância, a loucura, a insensatez, a ingratidão e a cegueira levados às últimas consequências, cujo fim trágico, irremediável, certo e irreversível, já está determinado por Aquele que é o objeto direto de seus ataques.